Herb√°rio

Por Dentro do Plantarum

Herb√°rio √© uma cole√ß√£o cient√≠fica de plantas secas (exsicatas), organizadas e preservadas segundo um sistema determinado. Os herb√°rios t√™m fundamental import√Ęncia como material de pesquisa para todas as √°reas da ci√™ncia que utilizam os vegetais em seus estudos.

Porém, até fazer parte do acervo de um herbário, uma planta amostrada passa por várias etapas, a começar pela localização de um exemplar fértil, isto é, apresentando flores ou frutos, muito importantes para a identificação da espécie, e em bom estado de conservação.

Para confeccionar o material de seu estudo, o bot√Ęnico ent√£o seleciona amostras da planta ‚Äď quando poss√≠vel a toma por completo, inclusive com suas ra√≠zes e eventuais estruturas de reserva (plantas herb√°ceas). O material selecionado passa, por sua vez, pelo processo conhecido como herboriza√ß√£o, quando √© prensado e desidratado ‚Äď seco sob press√£o entre folhas de jornal ou outro tipo de papel absorvente, em pranchas de madeira, tecnicamente chamadas de prensas.

Ap√≥s levado para o herb√°rio, o material √© submetido √† secagem em estufa e, imediatamente ap√≥s, √© deixado alguns dias em freezer a menos 10¬įC para matar os eventuais insetos que poder√£o destru√≠-lo ao longo do tempo e, em seguida, √© montado e fixado (costurado) em folhas de cartolinas de tamanho padr√£o, juntamente com uma etiqueta contendo as informa√ß√Ķes sobre a esp√©cie e o local de ocorr√™ncia ‚Äď em especial caracter√≠sticas que ir√£o se perder ou alterar com o processo de secagem, como odor e cor das flores, frutos ou mesmo folhas, al√©m de dados como h√°bito (√°rvore, arbusto ou erva), est√°gio de desenvolvimento ou presen√ßa de polinizadores, a exemplo de abelhas e vespas. As etiquetas ainda incluem o nome e n√ļmero do coletor, data e observa√ß√Ķes sobre o ambiente de coleta. Quando coletado durante expedi√ß√Ķes longas (de mais de uma semana), o material coletado √© colocado, ainda no campo, em sacos pl√°sticos e molhado com √°lcool anidro para conserv√°-lo at√© chegar ao herb√°rio e ser secado como descrito acima.

A amostra obtida é chamada exsicata, a unidade básica da coleção de um herbário. Ela é então numerada antes de ser incorporada ao acervo. Posteriormente as exsicatas são acondicionadas e arquivadas em armários de metais hermeticamente fechados, em ambiente com temperatura e umidade controladas, a fim de se evitar a proliferação de insetos e fungos que podem danificar a coleção, contribuindo com sua preservação para estudos futuros por centenas de anos.

As cole√ß√Ķes de herb√°rio atuam como verdadeiros bancos de informa√ß√Ķes sobre a flora e s√£o as bases do conhecimento sobre sua composi√ß√£o, distribui√ß√£o e conserva√ß√£o, desempenhando duas fun√ß√Ķes essenciais no processo de gera√ß√£o do saber, uma vez que s√£o as fontes prim√°rias de material para diversos estudos e, por outro lado, servem como testemunho destes estudos.

Como centro de refer√™ncia material, os herb√°rios s√£o indispens√°veis para a identifica√ß√£o cient√≠fica de plantas para distintos pesquisadores, a exemplo dos taxonomistas, ec√≥logos, conservacionistas e ambientalistas ‚Äď a correta identifica√ß√£o √© sempre o primeiro passo no acesso √†s informa√ß√Ķes relacionadas √† determinada esp√©cie, permitindo o di√°logo entre cientistas de √°reas do saber ou regi√Ķes do mundo distintas.

O herb√°rio ainda representa o mais poderoso instrumento para o conhecimento sistem√°tico e a compreens√£o das rela√ß√Ķes fitogeogr√°ficas e evolutivas da flora de uma determinada regi√£o. Atrav√©s de suas cole√ß√Ķes podem tamb√©m ser obtidas amostras para an√°lises qu√≠micas ou gen√©ticas, dados a respeito da morfologia, fenologia e ecologia das esp√©cies vegetais, fundamentais √† in√ļmeras pesquisas em distintas √°reas da ci√™ncia.

Um herb√°rio serve como deposit√°rio de cole√ß√Ķes hist√≥ricas not√°veis ‚Äď tipos nomenclaturais, cole√ß√Ķes citadas nos trabalhos cl√°ssicos ou identificadas por distintos especialistas, com diferentes posicionamentos ao longo dos anos; √© especialmente √ļtil na documenta√ß√£o permanente da composi√ß√£o flor√≠stica de regi√Ķes que foram alteradas ou devastadas, o que comprova o valor e a versatilidade dessas cole√ß√Ķes cient√≠ficas, e as coloca definitivamente no centro dos esfor√ßos para a conserva√ß√£o de esp√©cies.

Herbários também podem representar um importante instrumento didático para o treinamento de estudantes, técnicos e entusiastas no reconhecimento da flora de uma determinada região.

No entanto, a verdadeira import√Ęncia das cole√ß√Ķes bot√Ęnicas, sobretudo em nosso pa√≠s, detentor da flora mais rica e diversa do mundo, apenas recente e parcialmente vem sendo reconhecida.

O Herb√°rio do Jardim Bot√Ęnico Plantarum foi fundado por seu diretor, Harri Lorenzi, em 2002 ‚Äď o in√≠cio de sua cole√ß√£o, no entanto, remonta ao ano de 1980. Desde 2008 est√° indexado sob a sigla HPL junto ao Index Herbariorum, cadastro internacional de herb√°rios. O Herb√°rio HPL tamb√©m integra a Rede Brasileira de Herb√°rios (RBH), por sua vez ligada √† Sociedade de Bot√Ęnica do Brasil.

Localizado no subsolo do pr√©dio administrativo, o Herb√°rio HPL disp√Ķe de mais de 18 mil exsicatas em seu acervo, origin√°rias, em sua vasta maioria, da flora nativa de nosso pa√≠s.

Entre as mais de 300 fam√≠lias de angiospermas, gimnospermas e pterid√≥fitas que comp√Ķe seu acervo, o primeiro grupo responde por aproximadamente 95% dos acessos, destacando-se as cole√ß√Ķes de Acanthaceae, Araceae, Arecaceae, Begoniaceae, Gesneriaceae, Marantaceae e Passifloraceae. A sua cole√ß√£o de tipos nomenclaturais‚Äď exsicatas utilizadas na descri√ß√£o original de uma esp√©cie at√© ent√£o nova para a ci√™ncia e selecionadas por seu ator como sua permanente refer√™ncia material ‚Äď possui mais de 40 cadastros, com destaque absoluto para as palmeiras (Arecaceae), em particular do g√™nero Syagrus.

O principal objetivo do Herb√°rio HPL √© documentar a diversidade biol√≥gica vegetal de nosso pa√≠s, servindo tamb√©m como suporte para as pesquisas e deposit√°rio do material testemunho dos diversos livros publicados pelo Instituto Plantarum, atestando a sua autenticidade cient√≠fica. Por outro lado, em conjunto com as demais cole√ß√Ķes biol√≥gicas, √© fonte de material cient√≠fico e did√°tico para o desenvolvimento de v√°rias atividades e pesquisas realizadas pela equipe t√©cnica do Jardim Bot√Ęnico Plantarum.

A cole√ß√£o do Herb√°rio HPL hoje √© consultada por pesquisadores de todo o Brasil e de outros pa√≠ses, e s√£o particularmente frequentes os interc√Ęmbios de material com institui√ß√Ķes de todo o mundo. O acervo √© dispon√≠vel somente para pesquisadores cadastrados, mediante agendamento.

Os dados do Herbário HPL estão disponíveis online na página do Projeto Species Link.

Al√©m do acervo principal, o Herb√°rio HPL disp√Ķe de uma das mais abrangentes e bem atualizadas bibliotecas do Brasil em sistem√°tica e taxonomia vegetal, e conta em seu acervo com outras importantes cole√ß√Ķes cient√≠ficas associadas: Xiloteca, representada por mais de 1000 amostras de madeira; Carpoteca, com aproximados 700 cadastros de frutos e, em fase de implementa√ß√£o, Sementeca e Banco de DNA.

× Fale Conosco Available on SundayMondayTuesdayWednesdayThursdayFridaySaturday